ATUALIZAÇÕES

11
Ago

Células-Tronco: Células da Medula ou de Cordão Umbilical


Várias pesquisas no mundo estão utilizando as células-tronco como terapia para diversas patologias. Elas podem ser obtidas da própria medula óssea, seja do paciente ou de um doador, ou ainda obtidas de um banco de cordão umbilical.

Alguns bebês recém-nascidos têm seu cordão umbilical cortado e congelado. Faz-se, então, um exame de histocompatibilidade entre o cordão do doador e o paciente receptor.

O transplante destas células-tronco tem curado algumas doenças cancerígenas do sangue e da medula.

Aplicações na ortopedia:

Em alguns casos, pessoas possuem fraturas que não se consolidaram e desenvolvem uma doença denominada Pseudoartrose. Neste tipo de doença encontram-se várias causas, uma delas pode ser a falta de tecido ósseo local, ou a ausência de crescimento ósseo.  Nestes casos, pode-se utilizar de enxertos ósseos (que contêm células-tronco) para preencher o defeito ósseo e regenerar as extremidades desvitalizadas.



Foto de microscópio eletrônico da medula óssea


Radiografia de fêmur proximal mostrando pseudartrose

Radiografia de fêmur proximal mostrando pseudartrose

Pesquisas estão sendo feitas para desenvolver a cura de doenças na cartilagem. Doenças como a artrose estão cada vez mais frequentes, tendo em vista o envelhecimento da população, e estão se tornando uma verdadeira barreira para a melhora da qualidade de vida do idoso. Em animais já foi demonstrado que o tratamento de lesões condrais, através de células-tronco, é possível. Já existem relatos de transplante autólogo de células-tronco, porém as evidências da eficácia deste tratamento ainda não são claras.


VEJA TAMBEM:
28 de agosto, 2017
01 de agosto, 2017
Últimas postagens
28 de agosto, 2017
11 de agosto, 2017
01 de agosto, 2017